Itália demite governo local de Reggio Calabria por ligação com máfia

O governo italiano demitiu nesta terça-feira todo o governo local da cidade de Reggio Calabria, no sul da Itália, para evitar que ficasse sob o controle direto da máfia local.

Reuters

09 de outubro de 2012 | 17h09

O prefeito Demetrio Arena e todos os 30 vereadores foram demitidos sob provisão anunciada em Roma pela ministra do Interior, Anna Maria Cancellieri.

Foi a primeira vez que o governo de uma capital provincial foi demitido em massa por causa de supostas ligações com o crime organizado. Cidade menores, a maioria no sul, tiveram o mesmo destino no passado.

A ação foi tomada depois que inspetores de Roma determinaram que um número de vereadores da cidade, que tem 180.000 habitantes, tinha ligações com a 'Ndrangheta, a versão local da máfia siciliana.

A 'Ndrangheta ultrapassou a siciliana Cosa Nostra como a quadrilha de crime organizado mais temida da Itália. O grupo arrecada a maioria de seu dinheiro com o tráfico de drogas.

A decisão, esperada há meses, significa que a cidade será administrada por um comissário nomeado pelo governo por 18 meses até que novas eleições sejam feitas.

(Reportagem de Philip Pullella)

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIAGOVERNOMAFIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.