Itália planeja instalar escâneres corporais em estações de trem

A Itália planeja instalar gradualmente escâneres corporais neste ano em todos os lugares públicos considerados de risco para o terrorismo, a começar pelas estações de trem, afirmou o ministro do Interior, Roberto Maroni, nesta segunda-feira.

REUTERS

14 de junho de 2010 | 21h26

Os escâneres corporais têm sido usados em base experimental em três aeroportos italianos desde março, mas há discussões sobre as possíveis violações à privacidade.

Maroni disse a repórteres na associação de correspondentes estrangeiros que as máquinas estavam sendo modificadas para tornar as imagens de passageiros "completamente irreconhecíveis".

"Assim que a experimentação terminar, acho que até o fim de julho, tomaremos uma decisão e instalaremos as máquinas progressivamente em todos os aeroportos e em todos os lugares onde os ataques são possíveis, em primeiro lugar nas estações de trem", disse.

(Reportagem de Antonella Cinelli)

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIAESCANERESFERROVIAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.