Itália prende líder da Camorra ligado ao tráfico sul-americano

Antonio Bastone era um dos 100 mais procurados da Itália e atuava com traficantes de cocaína

AE-AP, Agência Estado

26 de maio de 2009 | 10h06

A polícia de Nápoles informou nesta terça-feira, 26, que prendeu um líder da Camorra, apontado como um dos maiores traficantes de cocaína que atuam na América do Sul. O preso, identificado como Antonio Bastone, era um dos 100 mais procurados da Itália.

 

Bastone foi capturado na madrugada de terça-feira, nas proximidades de Nápoles. O general dos Carabinieri Gaetano Maruccia disse ao canal TG 24 que Bastone era procurado desde janeiro.

 

Algumas investigações apontam que Bastone encabeçava uma organização de traficantes de cocaína que envolvia países sul-americanos, a Espanha e a Camorra. Bastone, de 30 anos, aparentemente tomou o controle da quadrilha Amato-Pagano, que travou uma sangrenta guerra com o clã dos Di Lauro, em Nápoles, durante anos.

Tudo o que sabemos sobre:
Itália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.