Itália terá moratória de 1 ano para energia nuclear--ministro

O governo italiano vai anunciar na quarta-feira a imposição de uma moratória de um ano para a retomada da construção de usinas nucleares, disse nesta terça-feira o ministro italiano da Indústria, Paolo Romani.

REUTERS

22 de março de 2011 | 13h25

"Amanhã, o gabinete irá anunciar a declaração de um ano de moratória para os procedimentos de instalação e identificação dos locais para implantação nuclear", disse Romani a jornalistas nos bastidores de uma audiência do Senado.

O governo italiano disse na semana passada que precisava de tempo para refletir sobre os planos de relançar seu setor de energia nuclear depois do acidente em uma usina nuclear no Japão, provocada por um terremoto e tsunami.

Romani também disse que a crise na Líbia não estava criando dificuldades para o fornecimento de gás natural e petróleo da Itália.

"A Itália não tem nenhum problema com abastecimento porque a cota do gás natural líbio foi limitada para 12 por cento", disse. "Não há também nenhum problema com o petróleo, porque a Eni buscou fornecimento em outros lugares."

(Reportagem de Giuseppe Fonte)

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIANUCLEARPAUSA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.