Jornais são condenados a indenizar amigos dos pais de Maddie

Rede de jornais foi condenada a pagar 375 mil libras por insinuar envolvimentos de amigos de casal no crime

Efe

16 de outubro de 2008 | 08h48

Um Tribunal Superior de Londres condenou uma rede de jornais do país a pagar uma indenização de 375 mil libras a sete amigos do casal McCann, pais da menina Madeleine, que desapareceu em um resort português em maio do ano passado. Segundo a Justiça, os jornais insinuaram que o grupo, que havia jantado com Gerry e Kate na noite do desaparecimento, havia encoberto provas do crime. Após a sentença, os amigos do casal anunciaram que vão doar a indenização à organização que procura a menina e que as notícias publicadas prejudicaram a busca por ela.Jane Tanner, Russell O'Brien, Fiona y David Payne, Matthew y Rachel Oldfield y Diana Webster receberam um pedido de desculpas dos jornais "Daily Express" e "Daily Star". O "Sunday Express" deve fazer o mesmo no domingo."Agora reconhecemos que não deveríamos ter feitos tais afirmações e que elas são completamente falsas", diz um dos editoriais. O casal McCann já havia recebido pedidos de desculpas e de indenização da imprensa britânica. O 'news of the World teve de se desculpar por publicar trechos do diário da mãe da menina sem autorização'. Além disso, a mesma rede de jornais foi condenada a pagar 550 mil libras ao casal por insinuar que ambos tinham culpa no desaparecimento. O britânico Robert Murat, que chegou a ser investigado pelo desaparecimento, recebeu 600 mil libras de 11 jornais britânicos.

Tudo o que sabemos sobre:
madeleine mccannmaddieindenização

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.