Reprodução
Reprodução

Jornal italiano publica novas fotos de festas de Berlusconi

Imagens foram registradas em locais públicos e por isso não violam direitos de propriedade e privacidade

Efe,

16 de outubro de 2009 | 16h06

Novas fotos das festas do primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, em sua mansão na Villa Certosa foram publicadas nesta sexta-feira, 16, pelo diário La Repubblica, que assegura haver mais de 10 mil fotos das reuniões sob poder da agência colombiana Ecoprensa.

 

Veja também:

linkApoio a Berlusconi é o mais baixo desde sua eleição

 

As fotos foram tiradas em 2007 e 2008 pelo fotógrafo Antonelo Zappadu, que as cedeu à agência colombiana há alguns meses quando veio à tona o escândalo das festas privadas de Berlusconi, nas quais apareciam mulheres nuas e políticos.

 

O diário italiano publicou cinco dessas fotos, e duas delas mostram o premiê vestido com roupas esportivas junto de duas mulheres, uma com um vestido rosa e outra de amarelo. Em outra imagem, há um helicóptero, e uma outra foto mostra jovens descendo de um avião supostamente alugado para levá-las às festas. Outra imagem mostra duas mulheres fazendo topless.

 

Segundo o La Repubblica, essas fotos foram tiradas em locais públicos, e por isso não violam a intimidade e os direitos de propriedade do primeiro-ministro. O jornal também assegura que foram as imagens registradas antes do estouro do caso envolvendo Patrizia D'Addario, a prostituta de luxo que assegura ter feito sexo com Berlusconi após atender a chamados em sua residência em Roma.

 

Os escândalos começaram com as fotos publicadas pelo jornal espanhol El País em 5 de junho, que mostravam mulheres nuas na mansão de Berlusconi e o ex-primeiro-ministro checo, Mirek Topolanek, também nu. O ex-premiê confirmou ser ele mesmo na foto.

 

Embora tenha classificado as fotos de "inocentes", Berlusconi disse que eram uma "intolerável violação de privacidade", já que foram tiradas por Zappadu de fora de sua residência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.