Jornal pró-Berlusconi diz ter recebido ameaça esquerdista

Um jornal ligado ao primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, disse na quarta-feira ter recebido um envelope contendo um projétil e um panfleto com o símbolo das Brigadas Vermelhas, guerrilha de esquerda que agiu no país na década de 1970.

REUTERS

16 de fevereiro de 2011 | 18h55

O Il Giornale, pertencente a um irmão de Berlusconi, disse em seu site que o folheto chamava o primeiro-ministro conservador de "derrotado" e também criticava o dirigente oposicionista Massimo d'Alema, do Partido Democrático.

O papel tinha uma estrela de cinco pontas, símbolo das Brigadas Vermelhas (BR), e era assinado pela "unidade BR Galesi para a construção da frente de luta anti-imperialista."

O jornal disse que a polícia de Milão está investigando o conteúdo da carta.

Na terça-feira, uma juíza decidiu que Berlusconi deve ser julgado pela acusação de fazer sexo com uma prostituta menor de idade e cometer abuso de poder.

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIAJORNALAMEACA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.