José Sócrates ganha eleições internas do PS português

Segundo informações da comissão organizadora, Sócrates foi reeleito secretário-geral do Partido Socialista português com 93,3% de apoio

Efe,

27 de março de 2011 | 05h23

O primeiro-ministro demissionário de Portugal, José Sócrates, foi no sábado, 26, reeleito secretário-geral do Partido Socialista (PS) português com 93,3% de apoio, informaram fontes da comissão organizadora do partido.

Sócrates, que concorria pela quarta vez ao cargo que ostenta desde 2004, venceu claramente Jacinto Serrão(3,33%), Antonio Fonseca Ferreira (2,54%) e Antonio Brotas (0,9%) apuradas 717 das 721 seções de voto, quando faltavam apenas quatro federações internacionais.

Fontes da organização calcularam a participação eleitoral em 89,95% de entre 32 mil militantes com direito a voto.

O PS, uma das grandes forças políticas que se alternou no poder com os conservadores do Partido Social Democrata (PSD) desde 1974, escolheu também os delegados para seu XVII congresso nacional a ser realizado entre 8 e 10 de abril próximo.

As primárias socialistas estavam previstas desde muito antes da renúncia de Sócrates como chefe de governo, produzida após a rejeição parlamentar ao quarto plano de ajuste econômico apresentado por seu Executivo.

Sua saída abriu uma crise institucional em Portugal, que já vive a pior recessão de seus últimos 30 anos, e deixou nas mãos do chefe do Estado, Aníbal Cavaco Silva, a decisão de convocar eleições antecipadas ou formar outro governo.

Tudo o que sabemos sobre:
josé sócrateseleiçõesportugal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.