Kasparov deixa candidatura presidencial após obstruções oficiais

O ex-campeão mundial dexadrez e líder da oposição russa Garry Kasparov declarou naquinta-feira que abandonará seus planos de concorrer àPresidência, no próximo ano, devido às obstruções dasautoridades, que tornaram a candidatura inviável. O presidente russo, Vladimir Putin, já declarou seu apoioao aliado de longa data Dmitry Medvedev, que évice-primeiro-ministro. Dada a enorme popularidade de Putin, a influênciaadministrativa do Kremlin e o apoio ao partido Rússia Unida,pró-Putin, Medvedev deve vencer as eleições presidenciais demarço. Kasparov -- líder do movimento anti-Kremlin Outra Rússia --afirmou que a obstrução oficial até impediu-o de alugar umespaço para se reunir com simpatizantes -- uma formalidadenecessária para anunciar a candidatura. "Entendemos que uma decisão foi tomada para não permitirmeu registro até neste estágio preliminar", disse Kasparov arepórteres na cidade de Serpukhov, cerca de 100 km ao sul deMoscou. A comissão eleitoral ainda não comentou o assunto. Kasparov e o Outra Rússia não contam com grande apoiopúblico na Rússia, apesar do robusto número de seguidores noOcidente. (Reportagem de Christopher Baldwin)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.