Kosovo promete agir pela independência até o fim do ano

Kosovo não vê como progredir nasnegociações com a Sérvia e vai agir por sua independência até ofim do ano, disse o primeiro-ministro da província, após outrarodada de negociações sem conclusão em Viena. Mediadores dos Estados Unidos, Rússia e da União Européiatêm até 10 de dezembro para tentar resolver a demanda porindependência da população 90 por cento albanesa de Kosovo. "Estamos realmente buscando uma forma de avançar, mas apósesta reunião devemos concluir que não encontramos jeito", disseAgim Ceku ao jornal austríaco Der Standard desta terça-feira. "Tudo o que a Sérvia está dizendo é passado", acrescentouele. Estão sendo discutidos 14 pontos comuns destacados pelosenviados para "abrir um caminho para a solução" antes que eleslevem suas respostas à Organização das Nações Unidas (ONU). O primeiro-ministro sérvio, Vojislav Kostunica, disse nasegunda-feira que as propostas "como elas foram apresentadasinicialmente representam praticamente um relacionamento entredois Estados independentes". "Para a Sérvia, isso é completamente inaceitável", afirmouele em entrevista coletiva. A Sérvia propôs como modelo a ser adotado o relacionamentoChina-Hong Kong para resolver a situação do status de Kosovo,uma idéia que a delegação albanesa considerou "totalmenteinapropriada". A próxima reunião será realizada dia 20 de novembro, emBruxelas. Kosovo está sob administração da ONU desde 1999, quando aOtan atacou por 11 semanas as forças sérvias na região paraacabar com a morte de civis albaneses. (Por Boris Groendahl e Matt Robinson)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.