Lavrov diz a Kerry que EUA deve pressionar Ucrânia a conter Exército

O ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, disse ao secretário de Estado norte-americano, John Kerry, neste sábado que a Ucrânia tem de parar suas operações militares no sudeste do país como parte dos esforços para pôr fim à crise, informou o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

Reuters

26 de abril de 2014 | 14h03

Em conversa por telefone com Kerry, Lavrov também pediu que os Estados Unidos usem sua influência para garantir a libertação do que a chancelaria russa chamou de líderes do "movimento de protesto" no sudeste da Ucrânia, uma referência a separatistas pró-Rússia.

O ministério informou que Kerry e Lavrov discutiram os esforços para resolver a situação envolvendo a captura de observadores militares da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). Segundo a pasta, "estruturas públicas" que controlam partes do sudeste da Ucrânia não foram apropriadamente informadas dos planos dos observadores de viajar para a região.

Tudo o que sabemos sobre:
RUSSIALAVROVKERRYUCRANIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.