Líder da esquerda grega defende cancelamento de pacote de ajuda

O líder da esquerda radical da Grécia, Alexis Tsipras, disse nesta quinta-feira que cancelaria o pacote de ajuda da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional que mantém a Grécia à deriva, mas que isso não significa que o país seja obrigado a sair da zona do euro.

REUTERS

31 Maio 2012 | 16h38

"Precisamos cancelar o resgate que levou à catástrofe", disse Tsipras em entrevista ao site enikos.gr. "Substituiremos o plano de resgate com um programa nacional para ressuscitar a economia."

O Syriza, partido de Tsipras, está em segundo lugar nas pesquisas para as eleições de 17 de junho, bem perto do conservador Nova Democracia, que é favorável ao pacote de resgate.

Ele disse que negociaria um novo plano de resgate e que a Grécia não voltaria ao dracma, moeda usada no país antes da adoção do euro.

(Reportagem de George Georgiopoulos)

Mais conteúdo sobre:
GRECIA ELEICOES SYRIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.