Líder da máfia é detido na Sicília

Gerlandino Messina estava foragido a 11 anos e fazia parte dos 30 mais procurados

Associated Press

23 de outubro de 2010 | 21h37

ROMA - A polícia da Sicília prendeu neste sábado, 23, um fugitivo que figurava na lista dos 30 líderes mais procurados da máfia italiana.

 

Gerlandino Messina era fugitivo a mais de 11 anos antes de ser detido pela polícia em Favara, próximo a Agrigento, seu centro de poder na Sicília.

 

Em um comunicado, o primeiro-ministro Silvio Berlusconi disse que a prisão é a evidência mais recente do "êxito sem precedente" do governo em sua luta contra o crime organizado.

 

A mídia italiana informou que Messina, de 38 anos, havia sido condenado e sentenciado a prisão perpétua por associação com máfia e vários homicídios.

 

O Ministro do Interior, Roberto Maroni, Dise que a prisão mostrou que a Itália está cada vez mais perto de decapitar a Máfia Siciliana. Apenas 16 homens continuam na lista dos 30 fugitivos importantes da Itália depois de uma série de prisões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.