Líder da Turquia diz que 200 curdos iraquianos se unirão à defesa de cidade síria

Líder da Turquia diz que 200 curdos iraquianos se unirão à defesa de cidade síria

Tayyip Erdogan Erdogan deu a declaração em entrevista à imprensa na capital da Letônia, Riga

REUTERS

23 de outubro de 2014 | 07h50

O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, disse nesta quinta-feira ter sido informado de que foi alcançado um acordo com 200 combatentes peshmerga curdos para atravessarem a Turquia e ajudarem na defesa da cidade síria de Kobani, do outro lado da fronteira, que está sitiada pelo Estado Islâmico.

Erdogan deu a declaração em entrevista à imprensa na capital da Letônia, Riga, depois que parlamentares curdos iraquianos aprovaram na quarta-feria um plano de envio dos combatentes, na primeira ação militar da região semiautônoma iraquiana na guerra na Síria.

(Reportagem de Aija Krutaine e Humeyra Pamuk)

Tudo o que sabemos sobre:
TURQUIAKOBANICURDOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.