Líder muçulmano de república russa é morto a tiros

Ismail Bostanov foi baleado no centro de Cherkessk, quando seu automóvel parou em um semáforo

EFE

20 de setembro de 2009 | 06h51

O vice-presidente da comunidade muçulmana de Karachaevo-Cherkessia e reitor do Instituto Islâmico, Ismail Bostanov, foi assassinado neste domingo a tiros em Cherkessk, a capital dessa república da Federação Russa, informaram fontes policiais.

 

Bostanov foi baleado por desconhecidos em pleno centro de Cherkessk, quando seu automóvel parou em um semáforo, disse um porta-voz da Polícia à agência "Interfax". No ataque ficou ferido um filho de Bostanov, cuja identidade não foi informada e que foi internado em um hospital local.

 

O chefe do Centro Coordenador dos muçulmanos do Cáucaso Norte e mufti de Karachaevo-Cherkessia, Ismail Berdiev, expressou sua indignação pelo crime, cometido quando os islamitas de todo o mundo comemoram a festa do fim do mês de jejum do Ramadã.

Tudo o que sabemos sobre:
MOSCOUASSASSINATOBOSTANOV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.