Mãe de Madeleine admite que a filha era uma criança 'difícil'

Kate McCann relata em entrevista que tinha problemas com a menina desaparecida no início da infância

Agências internacionais,

17 de setembro de 2007 | 12h15

A mãe de Madeleine McCann, Kate McCann, admitiu em entrevista publicada por uma revista portuguesa que tinha dificuldades para lidar com a filha mais velha quando a menina era um bebê. Segundo a entrevista reproduzida pelo jornal The Sun, Maddie era uma criança "muito difícil"  Veja também:Bilionário contribui para fundo de defesa dos McCann Kate McCann se queixa de Madeleine em diárioFalhas no caso Madeleine Cronologia   "Madeleine chorava por praticamente 18 horas por dia. Era preciso carregá-la o tempo todo no colo". O relato da mãe coincide com as informações publicadas pela imprensa britânica, que afirmou que Kate se queixava constantemente do comportamento dos três filhos, especialmente a menina mais velha, qualificada como uma criança "muito ativa" por ela.  A entrevista de Kate foi realizada antes dos pais serem considerados suspeitos do desaparecimento da filha de 4 anos. Madeleine sumiu do quarto em que dormia com os irmãos mais novos na noite do dia 3 de maio.  Segundo Kate declarou para a revista Flash, superar as dificuldades com a filha seria uma das provas da forte relação entre as duas. A mãe ainda negou durante a entrevista o envolvimento dela e o marido no desaparecimento de Madeleine. Sedativos Jornais britânicos e franceses afirmam que Madeleine McCann pode ter morrido por uma overdose de sedativos administrados pelos pais, ambos médicos. As análises toxicológicas do DNA encontrado revelariam que a menina consumiu uma quantidade "significativa" de pílulas. Autoridades tentam ainda descobrir como os irmãos que dormiam com a menina não acordaram enquanto Madeleine foi levada. Sean e Amelie permaneceram dormindo durante o ataque histérico da mãe ao notar o desaparecimento da filha mais velha e ao mesmo tempo em que as buscas eram realizadas por dezenas de pessoas no hotel. O casal nega que os filhos tenham sido sedados naquela noite. Os pais de Madeleine foram considerados formalmente suspeitos no caso do desaparecimento da filha após horas de interrogatório. A polícia judiciária portuguesa afirma ter encontrado vestígios do sangue da menina em um carro que foi alugado pelo casal quase um mês após o desaparecimento dela. Segundo a imprensa britânica, no porta-malas também havia amostras de cabelo da menina. 

Tudo o que sabemos sobre:
Madeleine McCann

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.