Mãe mata filho com tiro na cabeça e depois se suicida nos EUA

Crime ocorreu em treino de tiros; 'Tinha que mandar meu filho para o céu e eu para o inferno', escreveu ela

Associated Press,

08 de abril de 2009 | 17h50

Um vídeo flagrou uma mulher da Flórida matando seu próprio filho com um tiro na cabeça nesta quarta-feira, 8. Após a execução, realizada em treino de tiro, ela se matou e deixou uma carta ao namorado, dizendo que estava tentando salvar o rapaz, de 20 anos. "Sinto muito", escreveu Marie Moore várias vezes. "Tinha que mandar meu filho para o céu e eu para o inferno."  

 

 

As autoridades americanas disseram que não haviam motivos para o crime, que chocou os clientes e empregados da Shoot Straight, localizada em Casselberry, a cerca de 16 quilômetros de Orlando. "Não quero nem começar a especular", disse o vice-chefe da polícia local, Bill McNeil, ao comentar a falta de evidências.

 

Mitchell Moore estava mirando em um alvo dentro de uma cabine quando a mãe, de 44 anos, deu o tiro fatal. Depois, ela disparou contra si. De acordo com a polícia, antes os dois conversavam normalmente com outras pessoas.

 

O jovem morreu na hora. A mãe foi levada para o hospital, mas morreu pouco depois. O pai de Mitchell, Charles Moore, disse à polícia que Marie tinha um histórico de problemas mentais e já havia tentando se suicidar.

Tudo o que sabemos sobre:
EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.