Maioria dos franceses não quer que Sarkozy se reeleja

Pesquisa reflete descontentamento com as políticas do presidente e com sua maneira de governar

Reuters

16 de abril de 2010 | 10h37

PARIS - Cerca de 65% dos franceses não querem que o presidente Nicolas Sarkozy se candidate a reeleição em 2012, segundo uma pesquisa publicada nesta sexta-feira, 16, que destaca o descontentamento da população após um mau resultado nas eleições regionais.

 

O partido de centro-direita de Sarkozy foi contundentemente derrotado nas eleições regionais do mês passado e suas taxas de aprovação têm caído devido ao estado debilitado da economia francesa, assim como tem crescido a desaprovação ao seu estilo do governo.

 

Sarkozy disse na segunda que decidiria "em algum momento no final do verão" ou "no começo do outono" do próximo ano se seria candidato ou não.

No entanto, 82% dos pesquisados pela rede de televisão Canal+ disseram que acreditavam que Sarkozy tentaria a reeleição.

 

A pesquisa também indicou que o primeiro-ministro François Fillon seria o melhor posicionado para apresentar-se como candidato se Sarkozy não o fizer.

 

Cerca de 33% dos franceses são a favor da candidatura de Fillon, ganhando dos ex- primeiros-ministros Dominique de Villepin e Alain Juppe, com o apoio de 33% e 21% entrevistados, respectivamente.

 

A pesquisa, que vou realizada na internet entre 13 e 15 de abril, recebeu a opinião de 1.036 pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaNicolas Sarkozyeleições 2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.