Manifestante avança sobre Merkel após encontro com Sarkozy

Jovem de 25 anos que protestava contra 'estado policial' alemão é barrado por seguranças de chanceler

12 de novembro de 2007 | 18h33

Um manifestante em uma atitude aparentemente violenta foi barrado a poucos metros do presidente francês, Nicolas Sarkozy, e da chanceler alemã, Angela Merkel, durante um encontro entre os dois líderes europeus nesta segunda-feira, 12, em Berlim.  Gritando em alemão, o jovem de 25 anos avançou sobre a dupla ao término de um debate sobre integração em uma escola alemã, mas foi barrado por seguranças.  De acordo com um porta-voz da polícia citado pela agência Reuters, o homem protestava contra os planos de Merkel de reformular a maneira como os dados individuais são armazenados pela polícia alemã.  Os líderes, por sua vez, preparavam-se para um encontro de gabinete realizado pelos dois países a cada dois anos em Berlim.  A viagem de Sarkozy a Alemanha acontece dias após visitas de ambos os líderes aos Estados Unidos, onde trataram de assuntos como as negociações com o Irã. Nesta segunda-feira, Sarkozy e Merkel concordaram ser necessário renovar o pacote de sanções contra o Irã com o objetivo de pressionar a República Islâmica a cancelar seu programa de enriquecimento de urânio. Teerã insiste que seu objetivo com a pesquisas nucleares é desenvolver combustível para produzir energia.

Tudo o que sabemos sobre:
Nicolas SarkozyAngela Merkel

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.