Manifestantes e policiais se enfrentam em Nápoles

População protesta contra a crise do lixo que afeta a cidade; três pessoas foram presas

Associated Press,

24 de maio de 2008 | 14h06

Manifestantes e policiais se enfrentaram na madrugada noite da última sexta-feira em Nápoles, no sul da Itália, em um protesto contra a crise do lixo que afeta a cidade. O confronto começou quando um homem que participava do protesto atirou uma bomba incendiária contra os policiais em Chiaiano, no subúrbio da cidade. Revoltados com a repressão, manifestantes arremessaram lixo nas forças de segurança. Veja também:Berlusconi anuncia medidas para crise do lixo em Nápoles O local foi um dos dez subúrbios escolhidos pelo governo do premiê Silvio Berlusconi para receber o lixo acumulado em Nápoles devido a uma greve do serviço de limpeza pública.  O confronto piorou quando as autoridades tentaram remover um ônibus vazio com o qual os manifestantes bloquearam um dos locais reservados para receber o lixo. Três pessoas foram presas no confronto.  No começo da semana, Berlusconi presidiu uma reunião do Conselho de Ministro em Nápoles e disse estar disposto a resolver a crise sanitária da cidade. O primeiro-ministro também ameaçou usar a força para garantir o envio do lixo aos subúrbios pobres da cidade.  A crise começou em dezembro quando os garis reclamaram que os lixões da cidade estavam com a capacidade esgotada. Com a chegada do verão, o cheiro do lixo se acumula nas praças e ruas da cidade.

Tudo o que sabemos sobre:
Itálialixo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.