Manifestantes exigem renúncia do presidente da Geórgia

Comício que planejava reunir 150 mil marca o começo de uma campanha nacional de ações de protesto

Efe

09 de abril de 2009 | 10h24

Milhares de pessoas se reuniram nesta quinta, 9, no centro da capital georgiana para exigir a renúncia do presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili.

 

"Exigimos eleições livres" e "Fora Saakashvili" são algumas das palavras de ordem dos manifestantes, muitos deles com bandeiras do partido Aliança pela Geórgia e do Movimento Democrático Geórgia Unida.

A manifestação ocorre com tranquilidade e quase não se observa a presença de agentes das forças de segurança nas ruas, pois a Polícia controla os principais edifícios públicos de dentro.

 

O comício, no qual os opositores planejam reunir até 150 mil pessoas, marca o começo de uma campanha nacional de ações de protesto que tem como fim conseguir a renúncia de Saakashvili.

 

Segundo a ex-ministra de Assuntos Exteriores e líder do partido Caminho da Geórgia, Salomé Zurabishvili, a oposição busca conseguir esse objetivo para 26 de maio, quando o país comemora o dia de sua Independência.

 

O chefe do Estado, segundo o gabinete de imprensa da Presidência, está em Tbilisi e trabAlha em seu escritório.

Tudo o que sabemos sobre:
GeórgiaprotestosMikhail Saakashvili

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.