Manifestantes fazem passeata pró-ETA na Espanha

Cerca de 400 pessoas protestaram em Bilbao neste sábado pela liberdade de expressão e pela independência depois que o governo decidiu não legalizar a ala política do movimento separatista basco ETA, que declarou um cessar-fogo recentemente.

REUTERS

11 de setembro de 2010 | 18h12

A passeata pela cidade ao norte do país, vista em imagens de vídeo colocadas nos principais jornais online do país, tinha sido proibida pelo governo pela manhã, mas algumas pessoas conseguiram sair em protesto pelas ruas de Bilbao, observadas de perto pela polícia basca.

O ETA anunciou o cessar-fogo no domingo passado, mas a iniciativa não atraiu simpatia do governo e dos partidos de oposição, uma vez que o grupo armado rompeu várias tréguas no passado. Alguns analistas disseram que o Batasuna, a ala política do ETA, quer voltar a participar do processo político legal com a proximidade das eleições municipais, em 2011.

Na sexta-feira, o primeiro ministro da Espanha, José Luis Rodríguez Zapatero, reiterou que o Batasuna deve condenar a violência e o ETA para se tornar um partido político legal.

Apesar disso, duas passeatas de protesto foram organizadas por plataformas políticas separadas que estão ligadas ao Batasuna. As duas foram declaradas ilegais e canceladas pelos organizadores, mas aconteceram mesmo assim.

O ETA matou mais de 850 pessoas na tentativa de lutar por um estado independente no norte da Espanha e sudeste da França, mas atualmente está debilitado, devido a prisões de membros e de maior apoio entre os bascos de uma solução democrática para o movimento de independência.

(Reportagem de Nigel Davies)

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHAETAPASSEATA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.