Marinha russa afunda lancha georgiana lançadora de mísseis

Estados Unidos estão ajudando tropas da Geórgia a saírem do Iraque para enfrentar Rússia

Agências Internacionais

10 de agosto de 2008 | 15h59

Unidades navais russas afundaram neste domingo, 10 uma lancha georgiana lançadora de mísseis que, segundo o comando da Rússia, tentou atacar um grupo de seus navios.  "As lanchas de mísseis georgianas em duas ocasiões tentaram atacar os navios de guerra russos neste doming", explicou à agência oficial russa "Itar-Tass" um porta-voz oficial da Marinha da Rússia. Os navios russos responderam abrindo fogo e como resultado "uma das lanchas que atacavam foi afundada", afirmou. Veja também:ONU pede corredor humanitário para os civis da Ossétia do SulOtan diz que Rússia violou integridade territorial na GeórgiaGeórgia anuncia retirada de tropas da capital da Ossétia do SulEntenda o conflito separatista na Geórgia Assista ao vídeo no Youtube  Professor comenta a situação no Cáucaso  Galeria de fotos do conflito  O subchefe do Estado-Maior da Rússia, general Anatoli Nagovitsin, assegurou hoje que a frota não participa das hostilidades e também não mantém um bloqueio naval à Geórgia.  Para a parte georgiana, no entanto, a mera presença de navios russos frente às costas da separatista Abkházia já é uma violação de suas áuas territoriais no Mar Negro. Um alto oficial do exército americano revelou que sua força aérea começou a retirar tropas da Geórgia do Iraque após estas pedirem ajuda com transporte. O país fez com que 2 mil soldados voltassem do Iraque para ajudar na luta contra a Rússia após o levante da província da Ossétia do Sul, e pediu ajuda aos EUA com este transporte. O oficial disse que o exército americano concordou com o pedido e que "alguns vôos já partiram". Ele falou sob a condição de permanecer anônimo pois estava adiantando informação antes do anúncio formal. Os ministros das Relações Exteriores da Geórgia e da Rússia estão mantendo negociações diretas neste domingo, 10, em função da escalada dos conflitos entre os dois países, informou um assessor do ministro das relações exteriores da Alemanha, Gernot Erler.  Segundo ele, o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier se empenhou em fazer com que tanto o ministro das Relações Exteriores da Geórgia, Eka Tkesshelashvili, e o da Rússia, Sergei Lavrov, conseguissem negociar sem intermediários. "Agora existe contato direto entre eles", disse. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.