Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Medvedev reforça promessa de continuidade do governo Putin

Candidato apoiado pelo governo comemora vitória; boca-de-urna afirma que ele venceu com até 70% dos votos

Agências internacionais,

02 de março de 2008 | 17h14

O virtual presidente eleito nas eleições russas neste domingo, 2, Dmitri Medvedev, agradeceu aos eleitores de todo o país pela vitória no pleito e se comprometeu em dar continuidade da política de Vladimir Putin. Pesquisas de boca-de-urna apontam que o candidato do Kremlin venceu de forma arrasadora, como estava previsto, as eleições presidenciais russas, segundo também confirmam os primeiros resultados oficiais divulgados pela Comissão Eleitoral Central da Rússia (CEC).   Veja também: Boca-de-urna dá vitória para Medvedev Prosperidade sustenta poder do presidente País voltou a ser potência com Putin Entenda o processo eleitoral na Rússia   Ao lado do candidato vitorioso, Vladimir Putin parabenizou o protegido pela conquista e reafirmou que a vitória garantiria a continuidade de seu governo. Medvedev, candidato do atual presidente Vladimir Putin, obtém cerca de 66% dos votos após a apuração de 30% das cédulas. O candidato comunista, Gennady Ziugánov, está com 19,83%, seguido do ultranacionalista Vladimir Jirinovski, com 12,76%, enquanto o maçom Andrei Bogdánov atinge 1,5% dos votos.   Segundo a televisão pública russa, uma pesquisa de boca-de-urna efetuada pelo Centro de Estudo da Opinião Pública deu a Medvedev, vice-primeiro-ministro primeiro do governo, 69,6% dos votos. Segundo os primeiros resultados oficiais divulgados pel Comissão Eleitoral, Medvedev recebeu 68,19% dos votos, com cerca de 50% das urnas apuradas.    Segundo a comissão eleitoral russa, o índice comparecimento às urnas foi de cerca de 60%. Mas houve relatos de que muitos teriam sido pressionados pelos patrões a votar. Os eleitores também teriam recebido vários de tipos de "incentivos", como comida barata, ingressos de graça para o cinema ou mesmo brinquedos. O processo eleitoral também foi marcado por uma campanha limitada e críticas da oposição em relação ao grande espaço obtido por Medvedev na mídia.   Após conhecer-se os primeiros resultados, Jirinovski e Ziugánov anunciaram que recorrerão nos tribunais, enquanto Bogdánov qualificou a votação de "democrática". Ao votar em Moscou, Medvedev afirmou que "a primavera chegou - apesar de estar chovendo, uma nova estação chegou".   Medvedev prometeu, se eleito, indicar Putin para o cargo de primeiro-ministro. Muitos analistas acreditam que, com isso, o atual presidente se manterá como uma figura importante no governo russo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.