Medvedev substitui chefe da espionagem militar russa

General do Exército era conhecido pela sua oposição às reformas do Ministério da Defesa

Efe,

24 de abril de 2009 | 11h49

O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, substituiu nesta sexta-feira, 24, o chefe da espionagem militar russa, o general de Exército Valentin Korabelnikov, que também foi passado para a reserva das Forças Armadas.

 

O decreto, divulgado pelo serviço de imprensa do Kremlin, diz que Korabelnikov também foi destituído de seu cargo de chefe adjunto do Estado-Maior Geral das Forças Armadas russas. À frente do Departamento Central de Espionagem (GRU, na sigla em russo), o chefe do Estado nomeou o tenente-general Aleksander Shliajturov, até agora chefe adjunto da espionagem militar.

 

Os meios de imprensa russos há algum tempo mencionavam a possibilidade da demissão ou afastamento de Korabelnikov, porque em círculos militares era conhecido por sua oposição às reformas do Ministério da Defesa, especialmente à subordinação das unidades da espionagem militar aos comandantes das zonas militares. Korabelnikov, de 63 anos, comandava o GRU desde 1997 e em 1999 foi condecorado com o título de "Herói da Rússia".

Tudo o que sabemos sobre:
Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.