Membro da família real 'foi alvo de chantagem', diz jornal

Segundo 'The Sunday Times', homens exigiram US$ 100 mil para não revelar suposto vídeo de ato sexual

BBC,

28 de outubro de 2007 | 18h25

O jornal britânico The Sunday Times divulgou em sua edição deste domingo, 28, uma reportagem que diz que um membro da família real britânica teria sido vítima de uma tentativa de chantagem por parte de dois homens.  "Os homens exigiram 50 mil libras esterlinas (o equivalente a cerca de US$ 100 mil) para não divulgar um vídeo que eles sugeriram que mostrava um membro da família real em um ato sexual", diz o Sunday Times. "Acredita-se que esta seria a primeira vez em mais de cem anos que um membro da família real tenha sido vítima de chantagem", afirma o jornal. "Durante telefonemas ao escritório do membro da família real, os supostos chantagistas também alegaram ter evidências sugerindo que o membro da família real teria fornecido a um funcionário um envelope contendo cocaína. Eles alegaram que tinham uma gravação de vídeo mostrando o funcionário aspirando a droga", de acordo com a reportagem.  O Palácio de Buckingham se recusou a comentar a notícia. A única informação dada por um porta-voz do palácio é que o caso está sendo investigado pela Scotland Yard.  Segundo a polícia, dois homens, com 30 e 40 anos de idade, compareceram perante um juiz em Londres no dia 13 de setembro, acusados de fazer chantagem, e permanecem detidos. A próxima audiência do caso foi marcada para dezembro. Os dois homens acabaram sendo presos depois que a polícia foi contatada em setembro passado, segundo o Sunday Times.  Uma porta-voz da Scotland Yard disse que a audiência judicial do caso foi realizada a portas fechadas, e que foram impostas restrições à divulgação de informações para resguardar a identidade da vítima ou das testemunhas.

Tudo o que sabemos sobre:
Família real britânica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.