Milhares de curdos sírios fogem para a Turquia após avanço do Estado Islâmico

Milhares de curdos sírios fogem para a Turquia após avanço do Estado Islâmico

Civis temem avanço de combatentes, que tomaram vilarejos próximo à fronteira turca e estão investindo contra uma cidade síria

Reuters

20 de setembro de 2014 | 10h28

Dezenas de milhares de curdos sírios entraram na Turquia nas últimas 24 horas, fugindo do avanço dos combatentes do grupo Estado Islâmico, que tomaram dezenas de vilarejos próximos à fronteira e estão investindo contra uma cidade síria.

A Turquia abriu um pedaço de sua fronteira na sexta-feira, após civis curdos terem deixado suas casas, temendo um iminente ataque à cidade de Ayn al-Arab. Neste momento, o Estado Islâmico está a menos de 15 quilômetros do local, também conhecido como Kobani, segundo um comandante curdo em solo. 

O avanço do Estado Islâmico no norte da Síria provocou pedidos de ajuda por parte dos curdos da região, que temem um massacre em Kobani. A cidade está estrategicamente posicionada na fronteira e impediu que militantes radicais sunitas consolidassem seus ganhos territoriais no norte da Síria. 

O vice-primeiro-ministro da Turquia, Numan Kurtulmus, disse nesta sábado à CNN Turca que 45 mil curdos sírios cruzaram a fronteira desde que autoridades turcas abriram a passagem, na sexta. 

(Por Daren Butler, com reportagem adicional de Asli Kandemir em Istambul e Sylvia Westall em Beirute)

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiacurdosEstado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.