EFE
EFE

Milhares marcham em Paris e Roma contra medidas de austeridade

Em Roma o protesto se tornou violento quando um grupo de manifestantes atirou ovos e pedras na polícia

Reuters

12 de abril de 2014 | 15h24

Dezenas de milhares de pessoas participaram de protestos neste sábado nos centros de Paris e Roma organizados por partidos de esquerda contra planos governamentais de promover reformas econômicas e medidas de austeridade.

O protesto em Roma tornou-se violento quando um grande grupo dissidente -com muitos manifestantes usando máscaras e capacetes- atiraram pedras, ovos, pequenos explosivos e laranjas na polícia de choque, em frente ao Ministério da Indústria.

A polícia de choque confrontou o grupo com cassetetes e manifestantes revidaram com pedras e explosivos. Um homem perdeu a mão quando um artefato explodiu antes que ele pudesse atirá-lo.

Dezenas de pessoas tiveram ferimentos leves entre a polícia e manifestantes e houve pelo menos seis prisões, informou a polícia.

Em Paris, os manifestantes marcharam da Place de la Republique, alguns carregando cartazes atacando o presidente François Hollande com frases como "Hollande, é o suficiente" e "Quando você é de esquerda, você apoia os trabalhadores".

A polícia francesa disse que cerca de 25 mil pessoas participaram do protesto, que ocorreu depois que o novo primeiro-ministro, Manuel Valls, revelou planos sobre cortes em impostos e despesas na terça-feira. Valls prometeu reduzir o déficit público da França, na esteira de reformas a favor de empresas anunciadas no início do ano por Hollande.

(Por Maya Nikolaeva, Christian Hartmann, Marine Pennetier, Naomi O'Leary e Steve Scherer)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCAPROTESTOSAUSTERIDADE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.