Milionário disputará eleições presidenciais na Geórgia

Homem mais rico da Geórgia é contra o ex-chefe de Estado e já apoiou protestos da oposição

Efe,

03 de janeiro de 2008 | 10h29

Badri Patarkatsishvili, o homem mais rico da Geórgia e opositor ao ex-chefe de Estado georgiano Mikhail Saakashvili, anunciou nesta quinta-feira, 3, que participará das eleições presidenciais antecipadas que acontecerão no próximo sábado. Patarkatsishvili, que apoiou os maciços protestos da oposição ocorridos em novembro em Tbilisi, tomou esta decisão após uma conversa com o patriarca da Igreja Ortodoxa georgiana, Ilya II, informou a televisão Rustavi-2. O magnata tinha anunciado em 27 de dezembro sua intenção de retirar a candidatura à Presidência, depois que a Procuradoria georgiana acusou o círculo próximo a Patarkatsishvili de tramar um golpe de Estado. Além de Patarkatsishvili e do próprio Saakashvili, que renunciou ao cargo em novembro para disputar a reeleição, outros cinco aspirantes apresentaram suas candidaturas. O principal rival de Saakashvili é o líder da oposição, Levan Gachechiladze, que lidera as pesquisas de opinião na capital com 22,4% das intenções de voto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.