Ministra da Educação da Alemanha renuncia após acusações de plágio

A ministra da Educação da Alemanha, Annette Schavan, renunciou neste sábado depois de ter perdido seu doutorado sobre acusações de plágio, um estorvo para sua confidente e chanceler Angela Merkel, que está em campanha para ganhar um terceiro mandato este ano.

Reuters

11 de fevereiro de 2013 | 20h19

A renúncia veio quatro dias depois de a Universidade de Duesseldorf denunciar que Annette havia "sistemática e intencionalmente" copiado partes de sua tese de doutorado e retirou seu título Ph.D mais de 30 anos depois que foi concedido.

"Eu não vou aceitar a decisão (da universidade) e vou tomar medidas legais contra ele", disse a jornalistas Annette.

Tudo o que sabemos sobre:
ALEMANHAMINISTRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.