Ministro da Economia da Espanha pede redução nas gorjetas

Os espanhóis ainda não entenderamcompletamente qual é o valor do euro e, na maioria das vezes,oferecem gorjetas excessivas, contribuindo para consolidar aidéia de que o custo de vida é mais alto, afirmou o ministro daEconomia da Espanha, Pedro Solbes, no sábado. "Vejo pessoas tomando alguns cafés e deixando calmamenteuma nota de um euro como gorjeta. Isto corresponde a 50 porcento do valor do produto", disse Solbes em um evento políticopara discutir questões econômicas antes das eleições de 2008. "As pessoas não compreenderam o valor do euro. 20 centavossão 32 pesetas, um euro são 160", acrescentou. Antes do euro circular nas ruas, em 2002, deixar umagorjeta de 25 pesetas era comum. Um euro valia 166,386 pesetas. A inflação da Espanha superou a de outros países da zona doeuro nos últimos anos, alimentada parcialmente por umcrescimento acima da média. Em novembro, os preços mais altos do petróleo e dosalimentos elevaram a inflação espanhola para o maior patamar em22 anos, para 4,1 por cento.. (Por Jane Barrett)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.