Ministro finlandês troca SMS com dançarina erótica

Ilkka Kanerva é ameaçado de perder o seu cargo em um partido conservador após as mais de 200 mensagens

REUTERS,

29 de março de 2008 | 15h57

O ministro das relações exteriores da Finlândia enfrenta pedidos para sua renúncia após um tablóide publicar uma sugestiva mensagem que ela teria mandado a uma dançarina erótica.   Ilkka Kanerva mandou aproximadamente 200 mensagens de texto para Johanna Tukiainen, 29, e o que foi dito é que eles se conheceram na festa de 60 anos do ministro, em que a dançarina teria feito uma performance.   Na sexta-feira, 28, ele admitiu que as mensagens não foram apropriadas. "Eu não as apresentaria na Sunday School, mas elas não andam totalmente foras da linha também," segundo o maior jornal do país, Helsingin Sanomat.   Já o jornal Ilta-Sanomat divulgou que em uma das mensagens Kanerva perguntou a Tukiainen: "Gostaria de fazer isso em um lugar exótico? Onde poderia ser?"   Quando Kanerva disse 'isso' se referia a sexo. Escreveu dessa forma pois, sua mensagem era a resposta de uma mensagem anterior, disse a agência finlandesa de notícias, STT.   Companheiro parlamentar Tuija Nurmi, do mesmo partido conservador,disse que Kanerva deve renunciar, e o líder de oposição Eero Heinaluoma afirmou que a situação não pode continuar como está agora.   O presidente do partido conservador, Jyrki Katainen, disse que confiou em Kanerva, mas suas atitudes o desapontaram.   A emissora de TV finlandesa, MTV3 disse que ouviu de fontes anônimas que a festa de Kanerva era uma preparação para sua renúncia. Kanerva insiste em dizer que continuará no seu cargo.   Tukiainen, que posou nua em algumas revistas e é líder do grupo de dançarinas eróticas Scandinavian Doll (bonecas escandinava), primeiramente vendeu as mensagens para a revista Hymy, e depois entrou na justiça para pararam a publicação. A justiça de Helsinki negou o pedido.   A revista disse que publicaria as mensagens em sua próxima edição,que deverá sair na quarta, 2. Esta não é a primeira vez que Kanerva se mete em confusões devido ao uso do seu celular. Em 2005, quando era deputado porta-voz do parlamento, ele bombardeou duas modelos com mensagens.

Tudo o que sabemos sobre:
FINLÂNDIAILKKA KANERVA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.