Ministro russo da Defesa diz que envio de mais tropas para Crimeia é prioridade

O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse nesta terça-feira que a Rússia precisa aumentar sua presença militar na península da Crimeia, devido à crise na Ucrânia, informaram agências de notícias do país.

REUTERS

16 de setembro de 2014 | 09h59

"O envio de forças próprias e autossuficientes na direção da Crimeia é uma das (nossas) prioridades", disse Shoigu, de acordo com a Itar-Tass.

"A situação na Ucrânia tem escalado acentuadamente e a presença de militares estrangeiros aumentou nas imediações de nossas fronteiras."

A península ucraniana da Crimeia foi ocupada e anexada pela Rússia em março.

(Reportagem de Alessandra Prentice)

Mais conteúdo sobre:
RUSSIACRIMEIATROPAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.