Missa do papa em Berlim é transferida para Estádio Olímpico

A missa a ser realizada pelo papa Bento 16 na Alemanha, terra natal do pontífice, foi transferida de local por causa da grande procura e ocorrerá no Estádio Olímpico de Berlim, construído pelos nazistas.

REUTERS

15 de junho de 2011 | 15h28

O local onde originalmente deveria ocorrer a missa, o palácio de Charlottenburg, em Berlim, foi descartado porque os pedidos de entrada para a missa de 22 de setembro superaram a capacidade do lugar, de 40 mil pessoas, informou a arquidiocese de Berlim na quarta-feira. O estádio pode abrigar 74 mil pessoas.

Apesar de uma grande renovação em 2004, a arquitetura do Estádio Olímpico ainda reflete as suas origens sob o governo de Adolf Hitler, que usou os Jogos Olímpicos de 1936 para promover a Alemanha no cenário mundial.

O astro das pistas afro-americano Jesse Owens ganhou quatro medalhas de ouro nas competições de atletismo, num golpe à teoria de Hitler da superioridade racial dos brancos.

Bento 16 foi membro da Juventude Hitlerista quando isso era obrigatório no país e depois foi convocado para fazer parte da artilharia anti-aérea alemã.

A visita dele à Alemanha entre 22 e 25 de setembro ocorre no momento em que um número crescente de católicos alemães tem abandonado a Igreja em razão das acusações contra padres, de que teriam abusado sexualmente de crianças ao longo de décadas.

Tudo o que sabemos sobre:
ALEMANHAMISSADOPAPA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.