Missão da UE não consegue levar Justiça ao Kosovo, diz relatório

A maior missão de gerenciamento de crise da União Europeia fracassou em controlar o crime em grande parte da ex-província sérvia do Kosovo, de acordo com uma agência de observação do bloco nesta terça-feira.

Reuters

30 de outubro de 2012 | 19h19

Um relatório do Tribunal de Contas Europeu afirmou que a EULEX, projeto da UE para melhorar o Estado de Direito do Kosovo, teve apenas "sucesso modesto", apesar de o bloco ter gasto 680 milhões de euros entre 2007 e 2011.

"Níveis de crime organizado permanecem elevados. O Judiciário continua a sofrer com a interferência política, ineficiência e uma falta de transparência e aplicação da lei", afirmou o relatório.

O Estado de maioria albanesa, que se tornou independente da Sérvia em 2008, tem sofrido com a corrupção generalizada e o crime organizado desde os anos 1990.

A Sérvia perdeu o controle do Kosovo em 1999, após uma série de ataques aéreos da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) para acabar com as mortes e a expulsão de cidadãos de etnia albanesa pelas tropas sérvias, que combatiam dois anos de contrainsurgência sob o comando de Slobodan Milosevic.

(Reportagem de Ethan Bilby)

Tudo o que sabemos sobre:
BELGICAKOSOVOSEGURANCA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.