Andrew Medichini/AP
Andrew Medichini/AP

Morre Cossiga, ex-presidente da Itália

Membro do Partido Democrata Cristão; ex-mandatário tinha 82 anos

REUTERS

17 de agosto de 2010 | 10h54

ROMA - O ex-presidente italiano Francesco Cossiga morreu nesta terça-feira, aos 82 anos. Cossiga era senador vitalício e foi também primeiro-ministro e ministro do Interior durante uma longa carreira política de 50 anos.

Ele estava havia vários dias em uma unidade de terapia intensiva em um hospital em Roma, sofrendo de problemas respiratórios, e faleceu depois que seu estado piorou durante a noite, disse um porta-voz da instituição.

Cossiga foi uma figura destacada do Partido Democrata Cristão, que governou a Itália pela maior parte do período do pós-guerra e entrou em desgraça num amplo escândalo de corrupção no início dos anos 1990. Era um político sagaz, conhecido por seus comentários sem rodeios.

Foi ministro do Interior quando as Brigadas Vermelhas sequestraram e depois mataram o líder democrata-cristão Aldo Moro, em 1978, e renunciou quando o corpo de Moro foi encontrado.

Era natural da ilha da Sardenha e foi o mais jovem chefe de Estado da Itália, tendo exercido a Presidência de 1985 a 1992.

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIACOSSIGAMORRE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.