Morre o último conspirador de atentado contra Hitler

Philipp von Boeselager era ex-oficial do Exército alemão e estava com 90 anos

Efe,

02 de maio de 2008 | 06h42

O ex-oficial do Exército alemão Philipp von Boeselager, o último entre os membros da conspiração militar que tentou matar Adolf Hitler no dia 20 de julho de 1944, morreu aos 90 anos, informa nesta sexta-feira, 2, o diário "Frankfurter Allgemeine". Von Boeselager morreu na noite de quarta para quinta-feira na localidade de Altenahr (Renânia-Palatinado, oeste do país), onde vivia há algumas décadas. O ex-militar participou da conspiração liderada pelo oficial do Exército nazista Claus Graf Schenk von Stauffenberg, responsável pelo atentado frustrado contra Hitler em seu quartel-general. Von Boeselager pertencia desde 1943 ao círculo de militares alemães que queria acabar com a vida do ditador, e já nesse ano participou de um primeiro plano de atentado, mas que também acabou frustrado. O conspirador não foi fuzilado, como a maioria do grupo de Stauffenberg, porque conseguiu fugir e se esconder após o fracassado atentado de 20 de julho de 1944. Após a Segunda Guerra Mundial, Von Boeselager se casou, teve quatro filhos e se dedicou a uma organização humanitária. O "Frankfurter Allgemeine" publica em sua edição desta sexta-feira uma recente entrevista do ex-oficial, na qual afirma que por toda a sua vida lamentou não ter atirado em Hitler, já na primeira tentativa de atentado, em 1943.

Tudo o que sabemos sobre:
HitlerPhilipp von Boeselager

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.