Yevgeny Khaldei/Arquivo
Yevgeny Khaldei/Arquivo

Morre soldado de foto icônica da queda de Berlim em 1945

Abdulkhakim Ismailov integra imagem histórica de militares hasteando bandeira soviética sobre a nazista

Associated Press,

17 de fevereiro de 2010 | 14h06

Um soldado do Exército Vermelho que aparece em uma histórica fotografia ajudando a levantar a bandeira da União Soviética sobre o estandarte dos nazistas em Berlim, em 1945, morreu na terça-feira, 16, aos 93 anos, segundo as autoridades russas.

 

Abdulkhakim Ismailov morreu de causas não específicas na noite da terça-feira em seu povoado nativo, Chagar-Otar, segundo informou nesta quarta, 17, o departamento de imprensa do presidente da província do Daguestão.

 

Ismailov foi um dos três soldados soviéticos que apareceram em uma fotografia tirada três dias antes da queda de Berlim em maio de 1945. Ele é o que aparece dando apoio ao militar erguendo a bandeira.

 

A imagem se tornou um ícone da vitória soviética sobre a Alemanha nazista e é comumente comparada à outra foto de 1945, que mostra soldados americanos erguendo a bandeira dos EUA em Iwo Jima.

 

O fotógrafo que registrou o momento, o soviético Yevgeny Khaldei, disse anos depois que a foto havia sido arranjada e a bandeira havia sido feita por três toalhas de mesa. Segundo Khaldei, a bandeira original da URSS que estava no local foi derrubara por atiradores alemães.

 

Ismailov só foi identificado como um dos integrantes da foto em 1996 e recebeu a medalha de Herói da Rússia. O soldados fez parte do batalhão de infantaria motorizada na Segunda Guerra Mundial e foi ferido cinco vezes. Depois de voltar do campo de batalha, passou a trabalhar em uma fazenda coletiva e se filiou ao Partido Comunista. Ismailov deixou quatro filhos e oito netos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.