Mulher dá à luz uma garota após sofrer morte cerebral

Uma mulher britânica deu à luz uma garota prematura, porém saudável, dois dias após sua morte cerebral ter sido declarada, informou a mídia nesta terça-feira. Médicos do hospital John Radcliffe, em Oxford, fizeram o bebê, com menos de um quilo, na sexta por meio de uma cesariana. A mãe da criança, Jayne Soliman, uma ex-patinadora de gelo de 41 anos que chegou a disputar campeonatos internacionais, não se recuperou após sofrer uma hemorragia no cérebro depois de passar mal em casa. Médicos mantiveram o coração de Soliman batendo por 48 horas após ter sido declarada sua morte cerebral para fazer o parto do bebê. Para ajudar desenvolver o pulmão da criança, eles deram a ela duas fortes doses de esteróides. Os aparelhos que a mantinham viva foram desligados logo depois que a garota nasceu. O pai do bebê, que nasceu no Egito, deu à garota o nome de Aya, que significa milagre em árabe. "Ser mãe era o sonho de Jayne. Ela seria uma mãe excelente", disse Mahmoud Soliman, 29 anos, ao jornal Daily Mail. "No período de 48 horas eu tive a experiência de participar do nascimento da minha filha e o tormento de perder minha maravilhosa mulher", acrescentou ele. (Reportagem de Martina Fuchs)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.