Mundo deve se preparar para guerra ao Irã, diz França

Ministro do Exterior Bernard Kouchner pede à UE que adote sanções próprias.

Alasdair Sandford, BBC

16 de setembro de 2007 | 17h45

O ministro do Exterior da França, Bernard Kouchner, disse neste domingo que o mundo precisa se preparar para uma guerra por causa do programa nuclear do Irã."Temos que nos preparar para o pior, e o pior é a guerra", disse ele, em entrevista a emissoras de rádio e televisão francesas.Kouchner afirmou que a prioridade agora deveria ser negociar até o fim. Mas ele ressaltou que se o Irã tiver armas nucleares, "isso vai representar um perigo real para o mundo".O ministro disse ainda que o governo francês pediu para que grandes empresas do país, como a Total e a Gaz de France, não iniciem novos contratos no Irã."Não as estamos proibindo de negociar no país, pois são empresas privadas. Mas aconselhamos a que não o façam", afirmou.Kouchner revelou que a França quer que a União Européia prepare sanções contra o Irã."Enquanto continuam as negociações, devemos preparar eventuais sanções fora do âmbito daquelas adotadas pelo Conselho de Segurança da ONU. E foram nossos amigos alemães que sugeriram isso", disse.Até agora, o Conselho de Segurança impôs sanções econômicas contra o Irã, mas não permitiu uma ação militar.Os Estados Unidos não descartaram a hipótese de um ataque ao país para impedi-lo de desenvolver armas nucleares.O governo iraniano insiste que seu programa nuclear é pacífico.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.