Não há outra solução na Síria a não ser saída de Assad, diz Hollande

O presidente francês, François Hollande, afirmou nesta sexta-feira que a única saída para a crise na Síria é a partida do presidente sírio, Bashar al-Assad, o que exigiria uma maior pressão internacional e mais sanções da Organização das Nações Unidas.

REUTERS

01 de junho de 2012 | 17h28

"O regime de Bashar al-Assad se comportou de uma maneira inaceitável e intolerável e cometeu atos que o desqualificam", disse Hollande durante entrevista coletiva com o presidente russo, Vladimir Putin. "Nenhuma solução para essa crise é possível sem a saída de Bashar al-Assad."

"Acredito que mais sanções são uma parte essencial da solução política", afirmou.

(Reportagem de John Irish e Gleb Bryanski)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCAHOLLANDESIRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.