Neonazistas atacam manifestantes pró-imigração em Atenas

Manifestantes de extrema direita jogaram pedras contra uma passeata pró-imigrantes em Atenas no sábado, antes de serem dispersos por explosões de gás lacrimogêneo, segundo a polícia, no mais recente sinal de tensão sobre a crescente população imigrante da capital grega.

REUTERS

15 de janeiro de 2011 | 16h12

Mais de mil membros de grupos anti-racismo, esquerdistas e imigrantes estavam realizando uma passeata no centro de Atenas para protestar contra um polêmico plano de construir uma cerca na fronteira com a Turquia para impedir a entrada de imigrantes ilegais na Grécia.

"Mais de cem membros de grupos neonazistas e cerca de 200 residentes atacaram os manifestantes de esquerda e outros com pedras. A polícia usou gás lacrimogêneo e granadas de efeito moral", disse um policial.

Uma testemunha da Reuters disse que a polícia prendeu pelo menos um manifestante.

Estima-se que meio milhão de imigrantes ilegais e pessoas que pediram asilo moram no Estado do Mediterrâneo, que tem cerca de 11 milhões de habitantes. Uma parcela crescente dos imigrantes que tentam entrar na União Europeia o fazem pela Grécia.

Uma pesquisa realizada pelo grupo de pesquisa Alco para o jornal Thema mostrou neste sábado que 73 por cento dos participantes apoiam o plano da construção da cerca de 12,5 quilômetros, na fronteira com a Turquia.

A Grécia, que se tornou a principal porta de entrada de imigrantes na União Europeia, tem uma comunidade muçulmana em crescimento e as tensões entre os gregos e os imigrantes se intensificaram em algumas áreas de Atenas.

Em novembro, dezenas de ativistas de extrema direita e residentes locais atiraram ovos e provocaram centenas de imigrantes muçulmanos que se reuniam para rezar durante o Eid al-Adha (Festa do Sacrifício) em uma praça central, cercados por um cordão de proteção da polícia.

Tudo o que sabemos sobre:
GRECIARACISMO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.