Neonazistas fazem manifestação em Budapeste

Cerca de dois mil neonazistas de toda a Europa se reuniram neste sábado em Budapeste para lembrar o aniversário de uma batalha da Segunda Guerra Mundial, conclamando europeus a se proteger da influência estrangeira. Vários grupos celebram todos os anos o que eles chamam de "O dia da honra", quando as tropas alemãs e húngaras tentaram romper as linhas da capital da Hungria, sitiada pelo exército soviético, em 1945. O evento normalmente atrai centenas de pessoas. "Os habitantes mais antigos da Europa, perdendo suas tradições, têm diminuído e passaram a viver à margem", disse Janos Endre Domokos, que lidera a Pax Hungarica, uma das organizadoras do evento. Os direitistas têm ganhado algum suporte na Hungria desde que a crise financeira global estourou. Neste sábado, a polícia disse que havia detido cinco pessoas, quatro porque estavam carregando instrumentos que poderiam ser usados como armas. (Reportagem de Sandor Peto)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.