Neve causa cancelamento de mil voos em aeroportos europeus

Número é um terço menor do que o registrado ontem; melhora não está garantida para os próximos dias

Efe,

21 de dezembro de 2010 | 20h46

Passageiros tentam dormir no aeroporto de Heathrow, na Inglaterra

 

LONDRES- Às vésperas do Natal, milhares de passageiros continuam retidos nos aeroportos europeus por culpa do mau tempo, apesar do número de cancelamentos ter diminuído para mil em todo o continente, um terço dos registrados na segunda-feira.

 

Veja também:

linkUE critica aeroportos por falta de planos

 

Fontes da Eurocontrol afirmaram à agência Efe que a considerável melhora em relação ao dia de ontem, quando pousaram cerca de 3 mil voos dos 26 mil que são normalmente operados na Europa por dia, não está garantida para os próximos dias.

 

O aeroporto de Frankfurt, o maior da Alemanha, apresentava nesta terça uma situação similar à de ontem, com cancelamentos e atrasos de até cinco horas.

 

Milhares de passageiros seguiam assim retidos em seus terminais, onde foram colocadas cerca de mil beliches para que as pessoas pudessem dormir, enquanto o pessoal do aeroporto e da companhia aérea Lufthansa repartia sanduíches entre os presentes.

 

A normalidade voltou progressivamente aos aeroportos de Amsterdã, Paris e Bruxelas, onde se registraram apenas alguns atrasos, segundo a Eurocontrol.

 

Além do caos aéreo, o tráfego terrestre continua sendo problemático, inclusive no domingo a direção da companhia ferroviária Deutsche Bahn recomendou aos viajantes que evitassem pegar trens devido aos atrasos e aos cortes temporários em todo o país.

 

Aviões de várias companhias impedidos de decolar em Berlim

 

Alemanha

 

Na madrugada desta terça, dois trabalhadores da companhia morreram ao serem atingidos por um trem enquanto limpavam trilhos próximos à cidade de Colônia, na Alemanha.

 

As autoridades da Renânia do Norte-Vestfália -o estado mais populoso do país, no oeste da Alemanha - proibiram a circulação de caminhões de mais de 7,5 toneladas, e algum postos de gasolina do leste do país tiveram que fechar após ficarem desabastecidos.

 

Para complicar ainda mais a situação, o Serviço Meteorológico Alemão (DWD) previu que as precipitações de neve continuarão nas próximas horas no norte do país.

 

França

 

Em Paris, cerca de 4 mil pessoas tiveram que dormir nos dois aeroportos da capital francesa e em várias estações ferroviárias da cidade pela impossibilidade de embarcar nos aviões ou nos trens.

 

A ministra de Ecologia da França, Nathalie Kociusko Morizet, admitiu que os problemas nos dois aeroportos de Paris (Charles de Gaulle e Orly) não poderão ser resolvidos nas próximas horas pelos atrasos e cancelamentos causados pelos problemas nos aeroportos britânicos e alemães.

 

Os serviços meteorológicos anunciavam nesta terça-feira a passagem de uma nova frente fria pela França, e há o temor de que na próxima quinta-feira ocorram novas nevascas.

 

Reino Unido

 

No Reino Unido, as baixas temperaturas e a neve seguem causando problemas na rede de transporte, principalmente nos aeroportos, mas também na ferrovia que une a ilha com o continente.

 

O aeroporto mais prejudicado é o de Heathrow, onde centenas de pessoas passaram a noite no terminal.

 

No caso do Eurostar, serviço de trens de alta velocidade que liga Londres a Paris e Bruxelas, as atividades serão limitadas por causa das nevascas.

 

"Pedimos aos passageiros antecipadamente para se deslocarem antes do Natal ou que devolvam o bilhete, se a viagem não for essencial", indicou a companhia.

 

Bruxelas

 

Outro aeroporto importante na Europa, o de Bruxelas, opera com dificuldades, sobretudo pela escassez do produto anticongelante que é utilizado para evitar a formação de gelo nos aerofólios e nas caudas dos aviões.

 

Por isso, a companhia que gerencia o aeroporto decidiu racionar o material e permitir a saída de alguns voos, principalmente os que têm como destino os aeroportos europeus que não estão afetados pelo mau tempo.

 

A situação de caos provocada pela incapacidade de manter o tráfego aéreo levou a Comissão Europeia a criticar os responsáveis da gestão aeroportuária nesta terça-feira.

 

A situação "é inaceitável e não deveria se repetir", disse o comissário europeu de Transporte, Siim Kallas.

Tudo o que sabemos sobre:
nevecaos aéreoaeroportosHeathrow

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.