Novo 'Start' deve ser assinado nas próximas semanas, diz Rússia

Prazo do antigo pacto de redução de armas nucleares entre russos e americanos expirou no dia 5 de dezembro

Associated Press,

27 de janeiro de 2010 | 09h59

Negociadores da Rússia e dos EUA podem chegar a um acordo sobre a redução do arsenal nuclear de seus países em poucas semanas, informou nesta quarta-feira, 27, o ministro de Exteriores russo.

 

O comunicado do porta-voz do Ministério, Igor Lyakin-Frolov, deu um forte sinal de que o diálogo para o estabelecimento de um novo Start (Strategic Arms Reduction Treaty, ou Tratado para a Redução de Armas Estratégicas) esteja próximo de se concluir. "Esperamos que leve apenas algumas semanas para nossos negociadores entrarem em acordo", disse o porta-voz.

 

A Rússia e os EUA estão negociando um pacto para substituir o acordo de 1991, cujo prazo de validade expirou no último dia 5 de dezembro. As partes esperavam fechar o novo tratado antes do fim de 2009, mas as diferenças persistiram e as autoridades não cumpriram o prazo.

 

Segundo Lyakin-Frolov, as negociações ocorridas na última semana durante a visita do chefe do Estado Maior dos EUA, o almirante Mike Mullen, e do general aposentado Jim Jones, ambos conselheiros de segurança de Barack Obama, deram resultados.

 

Em Washington, o departamento de Estado informou na terça-feira que os EUA e a Rússia "tiveram um interlúdio produtivo" desde que as negociações pararam, pouco antes do Natal. O porta-voz da entidade disse que as conversas seriam retomadas na segunda-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
StartRússiaEUAacordonuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.