Número de mortos em acidente com trem russo sobe para 39

Ao menos 39 pessoas morreram e quase 100 ficaram feridas quando um trem expresso russo descarrilou na sexta-feira à noite, em um incidente suspeito de ser um ataque a bomba, segundo o chefe do serviço ferroviário nacional.

DENIS SINYAKOV, REUTERS

28 Novembro 2009 | 10h40

"...Uma explosão de um artefato é uma das principais explicações para o incidente com o Nevsky Express", disse o presidente do sistema ferroviário nacional, Vladimir Yakunin, no local do acidente.

Mais tarde, ele afirmou à TV estatal Vesti-24 que investigadores acreditam que a explosão é "para dizer de forma clara, um ato de terrorismo".

O Nevsky Express, transportando 661 passageiros de Moscou a São Petersburgo, descarrilou às 21h34 (horário local) próximo à vila de Uglovka, a cerca de 350 quilômetros de Moscou.

Um fotógrafo da Reuters viu soldados carregando quatro sacos com corpos de vítimas no local onde a equipe de resgate tentava retirar sobreviventes das ferragens de dois vagões destruídos.

O ministro de Emergências, Sergei Shoigu, foi informado por uma autoridade durante uma vídeo-conferência exibida ao vivo pela TV estatal que o número de mortos chegava a 39.

Shoigu declarou mais tarde que 25 mortes foram confirmadas, mas 18 pessoas ainda estariam desaparecidas. A ministra da Saúde Tatyana Golikova disse que metade dos feridos estão em condições críticas.

Mais conteúdo sobre:
RUSSIA ACIDENTE TREM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.