Número de mortos por terremotos na Itália sobe para 25

O número de pessoas mortas em dois terremotos que atingiram o norte da Itália em maio subiu para 25 nesta terça-feira, enquanto réplicas do tremor continuam causando preocupações entre residentes da área.

REUTERS

05 de junho de 2012 | 14h46

A última vítima foi uma mulher que estava internada com ferimentos sofridos após o segundo tremor a atingir a área num intervalo de apenas nove dias, informaram autoridades da área de saúde de Bologna.

Um homem, que também ficou gravemente ferido no segundo tremor, permanece internado em um hospital e corre risco de morte, segundo as autoridades.

Um terremoto de magnitude 6,0 ocorrido no dia 20 de maio foi seguido por um outro tremor de magnitude similar nove dias depois. Ambos destruíram construções históricas e residências, deixando milhares de desabrigados.

Os tremores foram os piores a atingir a Itália desde 2009, quando um terremoto praticamente destruiu a cidade de L'Aquila, matando cerca de 300 pessoas.

O epicentro do segundo terremoto de maio foi a norte da cidade de Modena, numa das regiões mais produtivas da Itália.

Os prejuízos foram estimados em cerca de 5 bilhões de euros, mas podem ser maiores já que tremores secundários continuam sacudindo prédios na área, o que impede o início dos trabalhos de reconstrução.

(Reportagem de Antonella Cinelli)

Mais conteúdo sobre:
ITALIATERREMOTOSMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.