Números de mortos em incêndio na Rússia sobe para 135

Mais onze pessoas morreram durante a noite em decorrência de ferimentos provocados por um incêndio em uma casa noturna da cidade russa de Perm, elevando o total de mortos para 135, disse o governo regional na quinta-feira.

REUTERS

10 de dezembro de 2009 | 14h42

Muitos estavam em centros de queimados de Moscou e São Petersburgo e a grande maioria, com exceção de dois, tinha entre 20 e 30 anos de idade, disse o site regional perm.ru.

O pior incêndio do país em décadas aconteceu na sexta-feira, quando um show com fogos de artifícios dentro do clube fez as paredes de vime pegarem fogo, provocando uma correria dos frequentadores em direção a uma porta estreita para fugir da fumaça negra tóxica.

Na quarta-feira, o governo regional renunciou depois que o premiê Vladimir Putin criticou autoridades em Perm -- que fica cerca de 1.150 quilômetros a leste de Moscou -- por não cumprirem as regras de segurança.

As autoridades disseram que a casa noturna Lame Horse só tinha licença para receber 50 pessoas e as saídas de emergência estavam bloqueadas.

(Reportagem de Amie Ferris-Rotman)

Tudo o que sabemos sobre:
RUSSIAINCENDIOMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.