Ônibus Routemaster voltam às ruas de Londres

A cidade de Londres comemorou na sexta-feira o retorno às ruas de seu tradicional ônibus de dois andares e com a traseira aberta, seis anos depois de a frota dos veículos "Routemaster" ter sido retirada da capital britânica.

REUTERS

16 de dezembro de 2011 | 15h26

Os característicos Routemasters vermelhos - populares entre turistas e moradores locais e tão sinônimos de Londres quanto o Big Ben e o Palácio de Buckingham - foram quase totalmente retirados das ruas em 2005 porque eram consideradas relíquias caras do passado.

A versão moderna do ônibus foi apresentada na sexta-feira, passando pelo tráfego movimentado em sua primeira volta por Londres. Ele também tem uma plataforma traseira aberta para o embarque.

O prefeito de Londres, Boris Johnson, que havia prometido um Routemaster moderno em sua campanha eleitoral de 2008, disse acreditar que o novo design ficará tão conhecido pelo mundo quanto o de seu antecessor.

É tamanha a atração internacional pelo ônibus que jornalistas de todo o mundo se reuniram numa Trafalgar Square gelada para observar o lançamento do também chamado "Boris Bus" (ônibus de Boris) por Johnson.

"Acho que a coisa mágica sobre esse ônibus é a sua forma convexa", disse ele a jornalistas, antes de iniciar um discurso floreado pelo qual é conhecido.

"Ele faz lembrar a todos sobre todas as coisas icônicas de Londres - o design de um táxi antigo ou o design de um chapéu, ou a nobre fronte convexa de um elefante de batalha."

"Essa é a coisa que diz Londres a muitas pessoas. Ao caminhar pelas ruas agora foi óbvio ver quantas pessoas gostam dele e como ele é atraente."

Os Routemasters originais foram colocados na capital pela primeira vez em 1956, mas a produção parou em 1968. Cerca de 2.760 unidades circulavam por Londres em seu auge. Eles aparecem em incontáveis filmes, como o longa de Cliff Richard de 1963, "Summer Holiday".

Os primeiros oito novos protótipos, projetos e fabricados na Grã-Bretanha, operarão a partir de fevereiro na rota número 38 entre a estação ferroviária Victoria e Hackney, no leste de Londres. Outras centenas deverão ser colocados em circulação caso a experiência seja considerada bem-sucedida.

(Por Michael Holden)

Tudo o que sabemos sobre:
GRABRETANHAROUTEMASTER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.