ONU comemora acordo de desarmamento nuclear entre Rússia e EUA

Secretário-geral da entidade espera que tratado impulsione revisão da não-proliferação nuclear

Efe

26 de março de 2010 | 14h40

NOVA YORK - O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, comemorou o novo acordo de desarmamento alcançado nesta sexta-feira, 26, por Rússia e EUA, que reduz o número de ogivas nucleares em posse de cada país para um máximo de 1.550.

 

Veja também:

linkEUA e Rússia fecham novo acordo de redução de arsenais nucleares

linkNovo acordo 'eleva nível de relações', diz Kremlim

link Obama vê novo começo com a Rússia

linkRússia e EUA querem conter proliferação nuclear, diz Hillary

 

O porta-voz da ONU, Martin Nesirky, disse que Ban felicita os presidentes russo, Dmitri Medvedev, e americano, Barack Obama, por sua "liderança" no campo da redução dos arsenais nucleares. "É um marco importante nos esforços internacionais para aprofundar o desarmamento nuclear e conseguir um mundo sem armas nucleares", afirmou Nesirky.

 

Além disso, o porta-voz expressou o desejo do secretário-geral que este acordo sirva para dar "impulso" à Conferência de Revisão do Tratado de Não-Proliferação (TNP) de armas nucleares, que acontecerá em maio na sede das Nações Unidas.

 

Também manifestou o desejo de Ban que o novo acordo entre EUA e Rússia seja ratificado e implementado o mais rápido possível, que os dois países continuem reduzindo seus arsenais e que outras nações nucleares sigam o exemplo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.